Tags

Type your tag names separated by a space and hit enter

Medical training and nurses of Family Health strategy on worker health aspect.
Rev Esc Enferm USP. 2016 Jun; 50 Spec:25-31.RE

Abstract

Considering the worker's health one of the Unified Health System (SUS) tasks, the Primary Health Care (PHC) and the Family Health Strategy (FHS) play an important role in the development of health actions in the field health-work. In Brazil, where the number of informal and domiciled jobs is high, the FHS becomes a reference in the workers' health actions. Therefore, if the FHS is not attentive to the relation between professional occupation and disease, several diseases that affect workers can overload the system without obtaining a cure. The aim of this study is to evaluate doctors and nurses recognition of the Family Health Strategy on occupational diseases in Aparecida de Goiânia. This is a qualitative descriptive study and the data analysis was done by content analysis. The setting for this study contemplates FHS units in the municipality of Aparecida de Goiânia, Goiás. There were 8 Basic Health Units and 16 health professionals were interviewed. The data was collected in the participants of the interview workplaces, from February through April, 2013, after being approved by the Ethics and Research Committee. The discourses were analyzed according to Minayo (2007), using thematic analysis. The interviews were recorded and later transcribed for analysis. Among the 16 professionals interviewed we observed that only 3 (18.75%) received professional training on occupational health in their Institution, however the aim of the courses were towards situations of biological hazards and not about workers care. Practitioners reported lack of knowledge in the occupational health area, and also observed that the area is still undervalued and underexplored in the academic and professional fields, and even by the Municipality health management. Evaluating the academic education it is possible to observe the inadequacy of the subject workload, where professionals reported the lack of knowledge in the area and the low workload of the subject in the academic field.

CONCLUSION

There is a need to raise awareness and interest of the municipality health managers and the health professionals, doctors and nurses, towards the relations work-health-disease and the need to capacitate these professionals, in order to assist the workers in a better way. Considerando a saúde do trabalhador uma das atribuições do Sistema Único de Saúde (SUS), a Atenção Primária à Saúde (APS) e a Estratégia Saúde da Família (ESF) assumem papel importante no desenvolvimento de ações no campo saúde-trabalho. No Brasil, como é grande o número de trabalhos informais e domiciliados, a ESF se torna referência nas ações de saúde do trabalhador. Assim, se a ESF não estiver atenta à relação entre atividade profissional e o adoecimento, várias doenças que acometem os trabalhadores podem sobrecarregar o sistema sem a obtenção de cura. O objetivo deste estudo foi avaliar o reconhecimento de médicos e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família de Aparecida de Goiânia sobre doenças ocupacionais. Trata-se de um estudo qualitativo descritivo, a análise dos dados foi feita pela análise de conteúdo. O cenário deste estudo constitui-se das unidades de ESF do município de Aparecida de Goiânia, Goiás. Foram 8 Unidades Básicas de Saúde selecionadas e 16 profissionais de saúde entrevistados. Os dados foram coletados nos respectivos locais de trabalho dos participantes da entrevista, nos meses de fevereiro a abril de 2013, após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa. Os discursos foram analisados de acordo com Minayo (2007), utilizando a análise temática. As entrevistas foram gravadas e posteriormente, transcritas para sua análise. Dos 16 profissionais entrevistados, observamos que somente 3 (18,75%) passaram por capacitação profissional em saúde do trabalhador na Instituição, porém os cursos eram voltados para situações de riscos biológicos e não para o atendimento ao trabalhador. Os profissionais relataram falta de conhecimento na área de saúde do trabalhador, observaram o quanto a área ainda é desvalorizada e pouco explorada no meio acadêmico, profissional e até mesmo pela gestão de saúde do município. Na avaliação da formação acadêmica é possível observar a inadequação da carga horária da disciplina, onde os profissionais relataram o pouco conhecimento na área, a baixa carga horária da disciplina na área acadêmica. Conclusão: Observa-se a necessidade de despertar o interesse dos gestores de saúde do município e dos profissionais, médicos e enfermeiros, para as relações trabalho-saúde-doença e a necessidade de capacitação desses profissionais para o melhor atendimento ao trabalhador.

Authors+Show Affiliations

School of Medicine of the Universidade Federal de Goiás, Goiás, GO, Brasil.School of Medicine of the Universidade Federal de Goiás, Goiás, GO, Brasil.

Pub Type(s)

Journal Article

Language

eng por

PubMed ID

27384272

Citation

Mori, Érika Chediak, and Alessandra Vitorino Naghettini. "Medical Training and Nurses of Family Health Strategy On Worker Health Aspect." Revista Da Escola De Enfermagem Da U S P, vol. 50 Spec, 2016, pp. 25-31.
Mori ÉC, Naghettini AV. Medical training and nurses of Family Health strategy on worker health aspect. Rev Esc Enferm USP. 2016;50 Spec:25-31.
Mori, É. C., & Naghettini, A. V. (2016). Medical training and nurses of Family Health strategy on worker health aspect. Revista Da Escola De Enfermagem Da U S P, 50 Spec, 25-31. https://doi.org/10.1590/S0080-623420160000300004
Mori ÉC, Naghettini AV. Medical Training and Nurses of Family Health Strategy On Worker Health Aspect. Rev Esc Enferm USP. 2016;50 Spec:25-31. PubMed PMID: 27384272.
* Article titles in AMA citation format should be in sentence-case
TY - JOUR T1 - Medical training and nurses of Family Health strategy on worker health aspect. AU - Mori,Érika Chediak, AU - Naghettini,Alessandra Vitorino, PY - 2015/03/26/received PY - 2015/11/14/accepted PY - 2016/7/8/entrez PY - 2016/7/8/pubmed PY - 2018/10/20/medline SP - 25 EP - 31 JF - Revista da Escola de Enfermagem da U S P JO - Rev Esc Enferm USP VL - 50 Spec N2 - UNLABELLED: Considering the worker's health one of the Unified Health System (SUS) tasks, the Primary Health Care (PHC) and the Family Health Strategy (FHS) play an important role in the development of health actions in the field health-work. In Brazil, where the number of informal and domiciled jobs is high, the FHS becomes a reference in the workers' health actions. Therefore, if the FHS is not attentive to the relation between professional occupation and disease, several diseases that affect workers can overload the system without obtaining a cure. The aim of this study is to evaluate doctors and nurses recognition of the Family Health Strategy on occupational diseases in Aparecida de Goiânia. This is a qualitative descriptive study and the data analysis was done by content analysis. The setting for this study contemplates FHS units in the municipality of Aparecida de Goiânia, Goiás. There were 8 Basic Health Units and 16 health professionals were interviewed. The data was collected in the participants of the interview workplaces, from February through April, 2013, after being approved by the Ethics and Research Committee. The discourses were analyzed according to Minayo (2007), using thematic analysis. The interviews were recorded and later transcribed for analysis. Among the 16 professionals interviewed we observed that only 3 (18.75%) received professional training on occupational health in their Institution, however the aim of the courses were towards situations of biological hazards and not about workers care. Practitioners reported lack of knowledge in the occupational health area, and also observed that the area is still undervalued and underexplored in the academic and professional fields, and even by the Municipality health management. Evaluating the academic education it is possible to observe the inadequacy of the subject workload, where professionals reported the lack of knowledge in the area and the low workload of the subject in the academic field. CONCLUSION: There is a need to raise awareness and interest of the municipality health managers and the health professionals, doctors and nurses, towards the relations work-health-disease and the need to capacitate these professionals, in order to assist the workers in a better way. Considerando a saúde do trabalhador uma das atribuições do Sistema Único de Saúde (SUS), a Atenção Primária à Saúde (APS) e a Estratégia Saúde da Família (ESF) assumem papel importante no desenvolvimento de ações no campo saúde-trabalho. No Brasil, como é grande o número de trabalhos informais e domiciliados, a ESF se torna referência nas ações de saúde do trabalhador. Assim, se a ESF não estiver atenta à relação entre atividade profissional e o adoecimento, várias doenças que acometem os trabalhadores podem sobrecarregar o sistema sem a obtenção de cura. O objetivo deste estudo foi avaliar o reconhecimento de médicos e enfermeiros da Estratégia Saúde da Família de Aparecida de Goiânia sobre doenças ocupacionais. Trata-se de um estudo qualitativo descritivo, a análise dos dados foi feita pela análise de conteúdo. O cenário deste estudo constitui-se das unidades de ESF do município de Aparecida de Goiânia, Goiás. Foram 8 Unidades Básicas de Saúde selecionadas e 16 profissionais de saúde entrevistados. Os dados foram coletados nos respectivos locais de trabalho dos participantes da entrevista, nos meses de fevereiro a abril de 2013, após aprovação pelo Comitê de Ética e Pesquisa. Os discursos foram analisados de acordo com Minayo (2007), utilizando a análise temática. As entrevistas foram gravadas e posteriormente, transcritas para sua análise. Dos 16 profissionais entrevistados, observamos que somente 3 (18,75%) passaram por capacitação profissional em saúde do trabalhador na Instituição, porém os cursos eram voltados para situações de riscos biológicos e não para o atendimento ao trabalhador. Os profissionais relataram falta de conhecimento na área de saúde do trabalhador, observaram o quanto a área ainda é desvalorizada e pouco explorada no meio acadêmico, profissional e até mesmo pela gestão de saúde do município. Na avaliação da formação acadêmica é possível observar a inadequação da carga horária da disciplina, onde os profissionais relataram o pouco conhecimento na área, a baixa carga horária da disciplina na área acadêmica. Conclusão: Observa-se a necessidade de despertar o interesse dos gestores de saúde do município e dos profissionais, médicos e enfermeiros, para as relações trabalho-saúde-doença e a necessidade de capacitação desses profissionais para o melhor atendimento ao trabalhador. SN - 0080-6234 UR - https://www.unboundmedicine.com/medline/citation/27384272/Medical_training_and_nurses_of_Family_Health_strategy_on_worker_health_aspect_ L2 - http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342016001100025&lng=en&nrm=iso&tlng=en DB - PRIME DP - Unbound Medicine ER -